Exercícios leves podem combater a fadiga em pacientes com câncer

Um dos efeitos colaterais sofridos por quem passa pelo tratamento de um câncer é a fadiga, aquele cansaço extremo que pode reduzir significativamente a qualidade de vida dos pacientes.

idosos-caminhando-600

Foto: www. saudeexercicioebemestar.blogspot.com.br

Para a pesquisa, foi comparado o estado de saúde de mais de 2.600 pessoas com fadiga decorrente do câncer que seguiam ou não um programa de exercícios. A maioria dos participantes eram mulheres vítimas do câncer de mama e as atividades mais praticadas foram caminhada, bicicleta, musculação e ioga. A freqüência variou de duas vezes por semana até exercícios diários e em sessões que iam de 10 minutos a duas horas.

Os resultados mostraram que, apesar da tendência natural da pessoa de ficar parada quando está cansada, exercícios se mostraram eficazes no combate à fadiga.

É muito importante lembrarmos, que devido à fragilidade desses pacientes, os exercícios devem sempre ser acompanhados por um profissional, respeitando os limites do corpo.

Como regra geral, os pesquisadores recomendam atividades leves e curtas, como caminhadas de 20 minutos duas vezes ao dia.

Além da prática de exercícios, estudos anteriores apontaram que o aconselhamento nutricional e a acupuntura podem ser eficazes no combate à fadiga durante e após o tratamento do câncer.

Anúncios

Pensamento positivo melhora a saúde na terceira idade

Foto: http://www.jasabia.com.br

Com o passar dos anos, manter-se ativo intelectual e fisicamente são essenciais para o envelhecimento saudável. Porém, em um estudo realizado por especialistas da Yale School of Public Health, nos Estados Unidos, descobriu-se que o otimismo com o futuro também ajuda a garantir saúde plena com o passar dos anos.

Por um período de 11 anos, os pesquisadores acompanharam 598 pessoas com mais de 70 anos e observaram, além das dificuldades físicas encontradas por eles no dia, a forma como cada um encarava a velhice.

Os resultados demonstraram que idosos com pensamentos positivos em relação ao futuro apresentavam uma probabilidade 44% maior de se recuperar completamente de alguma incapacidade do que as demais pessoas. Além disso, a gravidade das enfermidades costumavam ser menores e o declínio físico mais lento.

Ter uma visão positiva da velhice ajuda a ter uma vida mais independente e saudável e, consequentemente, vive-se mais. Pratique o pensamento positivo!

Hábitos saudáveis auxiliam na longevidade

É natural do ser humano envelhecer. Mas para se ter uma velhice saudável, pesquisadores apontam alguns hábitos que podem ajudar, como, por exemplo, não fumar, ingerir frutas e legumes, praticar atividades físicas regularmente e o consumo moderado de álcool.

Foto: http://www.babylon.com

Depois de acompanhar 5.100 homens e mulheres britânicos saudáveis, com idade entre 42 e 63, por 16 anos, os autores do estudo publicado no Canadian Medical Association Journal definiram os hábitos de vida saudáveis indispensáveis para ter uma velhice sem maiores intercorrências. Durante esse tempo, cerca de 550 participantes morreram, 950 foram classificados como sucesso de envelhecimento e as pessoas restantes envelheceram normalmente.

O envelhecimento bem-sucedido foi considerado pelos pesquisadores como a manutenção da mobilidade, da função pulmonar, da saúde mental, do pensamento e das habilidades de memória, assim como não ter doenças crônicas (diabetes, câncer, doenças cardíacas, acidente vascular cerebral) ou deficiências com 60 anos ou mais. Pessoas classificadas na categoria de envelhecimento normal tinham doenças crônicas, além de funcionamento físico e saúde mental possivelmente reduzido.

Pratique hábitos saudáveis, aproveitando o melhor da sua idade!

Consumo de azeite diminui as chances de AVC

Além de saboroso e saudável, pesquisadores franceses descobriram que o azeite de oliva também pode ajudar a evitar o Acidente Vascular Cerebral (AVC) em pessoas mais idosas.

Fonte: http://www.silvana-matos.blogspot.com.br

Segundo os pesquisadores, aliado a uma rotina saudável de alimentação e exercícios físicos, os idosos que fazem uso do azeite extra-virgem freqüentemente, têm 41% menos chances de sofrer um AVC, comparado àqueles que nunca fazem uso.

Além disso, outros estudos já demonstraram que o azeite de oliva extra-virgem também está associado à prevenção do diabetes, pressão alta, colesterol e obesidade.

Mas é importante lembrar que o azeite é uma gordura, e seu uso deve ser feito moderadamente. Também vale ressaltar que ao ser aquecido em altas temperaturas, o azeite perde suas propriedades benéficas.

Já é Natal no Bellatrix!

O clima natalino já tomou conta de todos aqui! Enfeitamos o residencial com a ajuda de nossos moradores, que ficaram muito empolgados e também, muito felizes com o resultado, assim como nós. E vocês? O que acham?

Na sexta-feira falamos sobre a importância de incentivar a participação dos idosos em atividades simples da casa (confira aqui) e sugerimos que os convidem para ajudar a enfeitar os ambientes para o natal. O resultado é muito bom, tenham certeza disso!

Já começaram os preparativos em suas casas também? Como estão ficando?

Manter a mente ativa é fundamental para o idoso

Foto: Consulta Click

Manter a mente ativa é fundamental na terceira idade, pois beneficia a saúde psicológica, mental e cognitiva, podendo prevenir ou retardar o avanço de doenças degenerativas, como o Alzheimer.

Para isso, é importante que o idoso tenha o apoio da família, não seja isolado do convívio social e seja incentivado e estimulado a participar de conversas, a sair, se informar e praticar atividades, mesmo as mais simples.

Ler, ouvir rádio, fazer palavras cruzadas ou mesmo ajudar a organizar os objetos de um móvel ou cômodo, podem fazer a diferença para a atividade cerebral deles.

Já que estamos na época do natal, que tal convidar o idoso de sua família para ajudar a enfeitar a casa? Aqui no Bellatrix nós já começamos os preparativos e está ficando muito bonito, graças à ajuda de nossos moradores!

Vamos tirar umas fotos bem legais e publicar no blog, na segunda-feira, para vocês verem! Que tal fazer o mesmo? Compartilhe sua foto conosco, aqui ou em nosso facebook: http://www.facebook.com/BellatrixResidencialparaIdosos

Distração dificulta realização de tarefas múltiplas

Foto: Maringa Providência

Tarefas simples do cotidiano, como a de decorar brevemente o número de um telefone para digitá-lo no aparelho, envolvem atenção e a memória de curta duração, fatores que sofrem deterioração com o passar dos anos, fazendo com que a capacidade de realizar mais de uma tarefa ao mesmo tempo diminua na medida em que a pessoa envelhece.

Segundo o pesquisador Adam Gazzaley, professor da Universidade da Califórnia, o que afeta a boa execução de múltiplas tarefas não é, necessariamente, um problema de memória, mas sim da interação entre a memória e a atenção.

De acordo com a pesquisa, a grande vilã é a distração, já que a capacidade do cérebro em ignorar informações irrelevantes cai com a idade e que isso impacta na memória de trabalho.

Manter a mente ativa, se interessar por notícias, informações e a atualidade de modo geral, ajuda o cérebro a permanecer saudável. Além disso, como apontam novos estudos, a atividade física é indispensável para a saúde cerebral dos idosos. Já falamos sobre esse assunto aqui. Confira no texto Atividade física ajuda a prevenir o envelhecimento do cérebro.