Novos estudos tentam reverter quadro grave de surdez

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, 10% da população mundial tem algum grau de deficiência auditiva. Nos próximos oito anos esse número deverá duplicar. A culpa, em parte, é do aumento da expectativa de vida, com uma população mundial cada vez mais idosa. Por outro lado, há o fato de expormos nossos ouvidos à agressões diárias.

Foto: mais-saude.blogspot.com
Foto: mais-saude.blogspot.com

Diante de números tão alarmantes, pesquisadores buscam desenvolver saídas que revertam os casos graves de surdez. Para esses casos, a aposta é o desenvolvimento de terapias genéticas capazes de regenerar as células ciliadas, responsáveis pela percepção dos sons.

Resultados positivos estão sendo desenvolvidos, como é o caso de pesquisadores da Universidade de Michigan, nos Estados Unidos, que deram nova vida a essas estruturas em testes com mamíferos. Outra grande esperança é o uso das células-tronco.

Com as terapias genéticas e o uso de células-tronco os cientistas sonham alto, já que têm como meta reconstruir áreas danificadas do aparelho auditivo humano.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s