Ausência de gene retarda envelhecimento

Uma pesquisa comandada por cientistas espanhóis da Universidade  Miguel Hernández descobriu que a ausência de um gene no cérebro aumenta a expectativa de vida. O estudo sugere que a capacidade  de aprendizado e memória na velhice está relacionada com a atividade deste gene e reparação celular.

Foto: Site Coisa de Velho
Foto: Site Coisa de Velho

Os testes foram feitos em camundongos de laboratório e aqueles que apresentaram a ausência do gene demonstraram ter uma maior expectativa de vida e melhor controle metabólico. Além disso, mostram capacidade de aprendizagem reforçada na velhice, e maior capacitação dos circuitos neuronais corticais, mecanismo que possibilita a capacidade de aprender e lembrar de fatos.

A pesquisa traz um grande avanço para que, no futuro, a qualidade de vida na terceira idade seja plena!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s